HomeInadimplência

Aprenda como é possível realizar ações de prevenção a fraude!

Aprenda como é possível realizar ações de prevenção a fraude!

Tempo de Leitura: 4 minutos

O surgimento dos e-commerces e, consequentemente, as compras pela internet são uns dos motivos para o crescimento das transações com cartão de crédito. Contudo, apesar das facilidades que esse meio de pagamento oferece, ele não está imune aos golpes, sendo necessário que o comerciante desenvolva meios de prevenção a fraude para sobreviver nos dias de hoje.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Global Consumer Card Fraud, o Brasil está em segundo lugar quando o assunto é fraude com cartão de crédito: 49% dos brasileiros já foram vítimas de algum tipo.

Por isso, analisando os grandes problemas que esse tipo de situação pode trazer, separamos algumas dicas sobre os tipos de golpes aplicados e como se prevenir. Continue a leitura!

Quais são os tipos de fraudes?

Antes de começarmos a listar algumas das fraudes que o seu negócio pode sofrer, precisamos explicar alguns detalhes sobre o cartão de crédito. No mundo, encontramos dois tipos: o cartão com tarja magnética e o com chip.

O primeiro é o mais vulnerável, visto que todas as informações importantes do titular ficam registradas na tarja. Já o segundo possui mais segurança, pois os dados estão protegidos por um código. Dessa forma, é muito difícil que terceiros tenham acesso sem um equipamento específico.

Mesmo assim, isso não garante imunidade total. Por isso, veremos a seguir 3 tipos comuns de golpes.

Máquina trocada

Nesse caso, há uma troca da máquina de cartão da loja por uma igual, porém contendo os dados de outra pessoa. Como consequência, a loja deixa de receber pelas vendas de qualquer transação e quem recebe é o titular da máquina.

Esse tipo de fraude pode ou não ter o envolvimento de algum funcionário da loja. Porém, se o fraudador for alguém de fora do estabelecimento, normalmente ele aproveita um momento de distração do vendedor e troca os equipamentos.

Venda cancelada

Esse tipo de golpe ocorre em lojas que trabalham com grandes valores e que utilizam uma nota para entregar o produto. Aqui, o fraudador não trabalha sozinho e, geralmente, tem ajuda de um funcionário.

O que acontece é que ele faz uma compra e é gerado o documento. Quando o fraudador vai pegar o produto, o vendedor cancela imediatamente a venda. Dessa forma, é impresso um falso comprovante de pagamento e o comprador consegue levar a mercadoria sem pagar.

Pagamento de altas taxas

Um dos maiores motivos para que esse tipo de golpe aconteça é o baixo conhecimento do empresário acerca do processo de operações com cartão, principalmente sobre os tipos de taxas que ele deve pagar.

Sendo assim, a pessoa que cuida das finanças pode se aproveitar dessa falta de conhecimento para manipular os valores, dizendo que são maiores do que cobrança feita pela operadora de cartão.

Como se prevenir contra fraudes?

Agora que conhecemos alguns tipos de golpes com cartão, vamos conhecer métodos para se prevenir. Confira!

Examine os documentos de identidade

Pode parecer arriscado, mas não é incomum que uma pessoa empreste o seu cartão de crédito para outro, principalmente, em casos em que há parentesco. Porém, por mais que essa seja uma prática comum, ainda é importante que o empreendedor peça para verificar o RG ou CPF do cliente para evitar ser enganado.

Nesse contexto, caso o comprador não seja o titular do cartão, vale a pena perguntar quem é e se o uso foi autorizado. Uma pequena atitude que pode evitar que o lojista seja pago com um cartão roubado, por exemplo.

Tenha um cadastro de clientes

Não é incomum que, ao descobrir que o seu cartão foi utilizado sem a sua autorização, o cliente bloqueie o pagamento. Resultado: a loja perde o produto e ainda fica sem receber. Isso poderia ser evitado se o lojista possuísse um cadastro de seus consumidores.

Caso o comprador não seja o titular do cartão, se o vendedor tiver dados como nome, CPF e telefone de seus clientes, consegue impedir uma possível tentativa de golpe simplesmente entrando em contato para avisar sobre a compra.

Faça verificações na Receita Federal

Se você já possui o cadastro dos seus clientes, é o momento de desenvolver o hábito de verificar a veracidade desses dados periodicamente. A Receita Federal é o melhor lugar para examinar o CPF ou CNPJ de seus compradores a fim de saber se esses documentos são válidos.

Além disso, na Receita é fácil confirmar outros dados dos compradores, como nome completo, nome dos familiares, etc. Informações importantes e que podem evitar que sua empresa leve prejuízos por causa dados falsos ou desatualizados.

Use tecnologias

Hoje em dia, a tecnologia é uma grande aliada das lojas quando o assunto é a prevenção de fraudes. Não é raro encontrar no mercado sistemas de compras que encaminham alertas às instituições em caso de problemas nas transações.

Máquinas de cartão em que, se o cliente erra a senha mais de 3 vezes, o acesso é bloqueado. Além da possibilidade de envio de SMS e e-mails automáticos no momento em que uma transação é realizada. Esses são só alguns exemplos. Trata-se de mecanismos extremamente úteis e que auxiliam muito o lojista na prevenção de fraudes.

Controle com as compras feitas com cartão

Infelizmente, mesmo com as estratégias citadas, ainda pode haver alguma situação em que o golpista consegue os dados do cartão do comprador. Isso ocorre principalmente em caso de lojas virtuais, em que não é necessário ter a senha do cartão para fazer uma compra.

Por isso, é muito importante que o empreendedor tenha um controle efetivo de suas finanças para não ter surpresas desagradáveis no final do mês. O ideal é que ele procure conferir diariamente as vendas com cartão de crédito. Dessa maneira, é possível entrar em contato com a operadora de cartão caso algum erro seja identificado.

Busque por sistemas para monitorar os CPFs dos clientes

Apesar da Receita Federal ser um bom meio para verificar informações sobre os clientes, há outros meios mais eficazes. Um deles é o Cred Alerta, um serviço desenvolvido pelo Serasa, capaz de obter dados muito precisos das situações dos compradores.

Com esse sistema é possível saber sobre cheque extraviado, negativação e ações judiciais. Tudo isso em apenas uma plataforma e com a possibilidade de receber um relatório por e-mail e SMS.

Agora você já sabe quais são as principais medidas para prevenção a fraude! Ficou interessado no serviço descrito e quer saber como você pode ter acesso a todas informações necessárias sobre os seus clientes? Então acesse o site do Cred Alerta e saiba mais!

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0