HomeGestão empresarial

Lucratividade x rentabilidade: entenda as diferenças!

Lucratividade x rentabilidade: entenda as diferenças!

Tempo de Leitura: 4 minutos

A análise lucratividade x rentabilidade é fundamental para conhecer a situação na qual a empresa se encontra. Além disso, permite identificar problemas que comprometem a saúde das finanças, auxiliando a implementação de medidas corretivas, caso seja necessário.

No dia a dia, é corriqueiro o surgimento de dúvidas entre os dois termos, ou até então que eles sejam utilizados como sinônimos para designar os lucros da empresa. Contudo, é preciso esclarecer as diferenças, pois cada um desses conceitos trata de aspectos diversos do contexto financeiro do negócio.

Neste artigo, você vai aprofundar os seus conhecimentos sobre qual é o conceito de lucratividade, qual é o conceito de rentabilidade, como os indicadores lucratividade x rentabilidade impactam em seu negócio. Para saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste post!

Qual é o conceito de lucratividade?

Sua origem está no termo lucro, que representa o resultado das vendas após a dedução dos custos e despesas. Com base nesse dado, é possível observar se a operação gera ganhos ou perdas financeiras. Assim, quando o valor da taxa é positivo, significa que a empresa obteve lucro, e quando o valor é negativo, significa que houve prejuízos.

Sendo assim, a lucratividade indica qual é o ganho financeiro que a empresa obtém em decorrência do trabalho que desempenha. Esse é um indicador que varia de acordo com o segmento de atuação, a estratégia e as metas de ganhos.

Existem diversos fatores que afetam a lucratividade de um negócio. De forma geral, esses fatores estão relacionados com a operação que a empresa realiza para produzir e vender suas mercadorias ou serviços. Assim, pode-se listar como as principais variantes que afetam a lucratividade:

  • volume de vendas;
  • o prazo das vendas;
  • o volume de despesas financeiras;
  • a margem de contribuição;
  • a velocidade de realização do estoque;
  • o volume de gastos fixos;
  • o índice de inadimplência;
  • a necessidade de se trabalhar com descontos de cheques e duplicatas.

A análise dessas variáveis é essencial para um estudo aprofundado sobre a lucratividade da empresa.

Como realizar o cálculo?

Embora tenha relação com as finanças, o cálculo da lucratividade representa um indicador de eficiência operacional. A fórmula utilizada para identificar esse resultado é o valor do lucro líquido sobre a receita total, que representa o valor bruto de todas as vendas sem os descontos necessários, como impostos etc. Em seguida, o total é multiplicado por 100 para obter o respectivo índice percentual.

Em termos práticos, se uma empresa tem uma receita total de R$100 mil e lucro líquido de R$18 mil, isso quer dizer que o seu percentual de lucratividade é de 18%. A área financeira pode determinar a frequência na qual o parâmetro é apurado, que pode ser:

  • mensal;
  • trimestral;
  • semestral;
  • anual.

Vale ressaltar que, caso uma empresa produza diferentes mercadorias, é necessário avaliar a taxa de lucratividade de cada uma delas de forma separada. Por exemplo, se uma mesma companhia produz cadernos e canetas, é necessário calcular uma taxa de lucratividade para a venda de cadernos e outra para a venda das canetas. Isso porque ambas mercadorias têm diferentes processos de produção e preços de venda diversos.

Qual é o conceito de rentabilidade?

Esse conceito diz respeito ao retorno que um investimento proporciona ao negócio. Dessa forma, ele pode estar relacionado tanto à constituição de uma empresa quanto a investimentos pontuais em setores que podem contribuir para melhorar o desempenho do negócio como, por exemplo, compras de estoque, gastos com marketing, pagamento de comissão a vendedores etc.

Os principais fatores que afetam a rentabilidade de uma empresa são: o retorno esperado do investimento e o prazo desse retorno. O primeiro fator refere-se ao montante que se espera receber de volta com o investimento realizado, e o segundo diz respeito ao tempo de retorno do capital aplicado.

Como realizar o cálculo?

Esse indicador é calculado pela divisão do valor do lucro líquido pelo montante do investimento inicial. Em seguida, o valor obtido deve ser multiplicado por 100 para representar o valor percentual e, assim, auferir a rentabilidade por ano.

Para ilustrar o cálculo, supomos que após um investimento de R$ 10 mil em marketing, uma empresa somou um valor de R$ 25 mil de lucro líquido. Isso significa que a taxa de retorno obtida é de 250%, ou seja, a cada 1 real investido, obteve-se um retorno de 2,5 reais.

Esse mesmo cálculo pode ser utilizado também para avaliar a rentabilidade de um novo negócio. Nesse caso, deve-se utilizar o valor do resultado estimado do fluxo de caixa anual sobre o investimento inicial.

Em um exemplo prático, se uma empresa requer o investimento inicial de 35 mil reais e o fluxo de caixa estima um total de 2.800 reais, desse modo, a rentabilidade apurada será de 8%.

Como os indicadores lucratividade x rentabilidade impactam em seu negócio?

A lucratividade e a rentabilidade de um investimento são análises fundamentais tanto para um novo negócio quanto para avaliar o desempenho de uma empresa já consolidada. Porém, eles representam necessidades diferentes. Afinal, quanto antes uma empresa se tornar rentável, melhor será. Por outro lado, a obtenção do lucro é um esforço constante que depende da produção e do volume de vendas.

Saber diferenciar ambos conceitos de forma clara é imprescindível, pois refina a análise sobre a saúde financeira da empresa e auxilia os gestores na elaboração de estratégias

A taxa de lucratividade, por exemplo, é importante para a definição do preço do produto, pois por meio de seu cálculo é possível identificar a necessidade ou não de se alterar o valor da mercadoria vendida ou do serviço prestado.

Assim, conclui-se também que a lucratividade é um fator essencial para se avaliar a competitividade de uma empresa. Além disso, o resultado do cálculo da lucratividade é um excelente indicador para estimar a eficiência operacional da organização.

Já com relação à rentabilidade, sua análise também fornece importantes informações estratégicas. Por meio dela, os gestores podem avaliar a necessidade ou não de se realizar um investimento em determinado setor. Ademais, a rentabilidade indica aos investidores qual o potencial de retorno de um negócio. Desse modo, uma empresa com uma taxa de rentabilidade alta atrai com mais facilidade o dinheiro de investidores.

Em suma, a lucratividade auxilia nas deliberações relacionadas às operações da empresa, enquanto que a rentabilidade está atrelada ao processo decisório relativo aos investimentos.

Manter os indicadores lucratividade x rentabilidade em patamares equilibrados é um desafio que exige planejamento, dedicação à negociação com clientes e fornecedores e uma gestão eficiente de todos os recursos.

Você está interessado em temas importantes da área de gestão? Então, você pode ajudar a disseminar o nosso conteúdo compartilhando este post nas redes sociais!

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0