O que é veículo alienado e quais cuidados devem ser tomados?

Você já parou para pensar no que fazer ao comprar um carro não quitado pelo dono original? O termo usado para isso é “veículo alienado” e diz respeito às situações em que o automóvel é dado como garantia na hora do financiamento.

O que fazer nessa hora? Vamos explicar ao longo do post, contando quais são os riscos envolvidos, como funciona a alienação fiduciária e alguns fatos pertinentes sobre o assunto. Confira!

O que são os veículos alienados?

A alienação diz respeito à transferência de um bem para a empresa para qual você deve, seja um banco ou uma instituição financeira. No caso do veículo alienado, o carro fica como garantia até que as parcelas sejam quitadas e a dívida extinguida.

Quais são os riscos de se comprar um carro alienado?

Nem sempre comprar um carro alienado significa lidar com riscos. Ainda assim, você precisa ficar de olho no tamanho da dívida, no contrato e na documentação, para conferir a não existência de irregularidades.

Como funciona a alienação fiduciária do veículo?

Toda instituição que fornece empréstimos lida com riscos de inadimplência, não é? Boa parte dos juros são calculados com base nas chances de calote. A alienação dá garantias de que a empresa não vai sair no prejuízo caso a pessoa que deve não cumpra com o acordo — permitindo a oferta de melhores condições de pagamento.

Como saber se um carro está alienado?

Você vai precisar olhar o histórico do carro para saber se há dívidas pendentes. Como fazer isso? Basta acessar o site do Detran do seu estado e digitar algumas informações documentais, como a placa e o código Renavam.

É possível vender ou comprar carro alienado?

Sempre existe a possibilidade de negociar um carro alienado, desde que a outra parte saiba exatamente qual o tamanho da dívida ao assumi-la. A possibilidade mais comum, ainda assim, é a de antecipar as parcelas para diminuir o valor final na hora da venda.

Quais os cuidados que devem ser tomados?

Se você está na posição de comprador, procure ficar sempre com uma pulga atrás da orelha. Isso porque uma dívida leva em conta fatores como tempo, número de parcelas, taxa de juros e por aí vai. Não deixe de pôr tudo na ponta do lápis.

O ideal é fazer comparações e ver se o valor do carro com a dívida compensa. Isso porque uma boa fatia do preço original pode precisar ser abatida para que o negócio seja viável. Caso você esteja na posição de vendedor, veja se antecipar parcelas não é uma ideia mais rentável antes de fechar negócio.

Como você viu, comprar ou vender um veículo alienado é uma decisão que envolve uma certa dose de cuidado. Se for feita do jeito certo, a negociação pode ser um meio de fugir dos juros dos bancos e ainda conseguir um carro com um preço mais adequado à sua carteira.

Se a dívida for um financiamento do carro, ainda é possível fazer a portabilidade de crédito para outras instituições financeiras. Assim, você passa a conhecer outras opções de taxas e condições para quitar o que deve.

O que acha de fazer consultas confiáveis para análise de crédito e se proteger contra a inadimplência? Então, entre em contato com a gente!

ebook_prevenção_de_fraudesPowered by Rock Convert

DATE: jan 21, 2020
AUTOR: Maylan Moreno
Histórico Veicular, , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *