HomeHistórico Veicular

Carros sinistrados: Conheça os direitos do consumidor

Carros sinistrados: Conheça os direitos do consumidor

Tempo de Leitura: 6 minutos

Adquirir carros sinistrados ou vender carro sinistrado pode ser um incômodo se o consumidor estiver desatento com relação a seus direitos. Por já ter passado por algum problema, esse tipo de veículo tem algumas restrições — e é fundamental conhecê-las para fechar um bom negócio.

Para compreender esse assunto, o primeiro passo é saber que nem todo automóvel usado é sinistrado. Além disso, é preciso tomar cuidado, porque nem todos os que se encaixam nesse quesito são facilmente identificáveis.

Com o objetivo de ajudar, neste post apresentamos os principais direitos do consumidor ao adquirir um carro sinistrado. Dessa forma, abordaremos:

  • O que são veículos sinistrados.
  • Quais são as vantagens e desvantagens de comprar e vender esse automóvel.
  • Quais são as dificuldades existentes.
  • O que prevê o Direito do Consumidor.
  • O que ocorre com os veículos retirados de leilões do Detran.

Ficou interessado? Então, acompanhe e saiba mais!

O que são veículos sinistrados?

Esses automóveis passaram por algum tipo de dano, como roubos, desastres naturais — por exemplo, enchente — ou acidente. Inclusive, eles podem ter ficado em situação de perda total. Em qualquer um desses casos, o veículo foi consertado ou recuperado, mas exigiu o acionamento do seguro. É daí que surge o termo “sinistrado”.

A palavra se refere à indenização sobre danos materiais paga ao proprietário do veículo. Por isso, assim que o seguro é acionado, o automóvel automaticamente passa a ser sinistrado. Porém, ele pode ou não ser recuperável.

Por exemplo, no caso de um roubo, é possível que ele nunca seja encontrado. No entanto, se for devolvido ao proprietário, o automóvel pode ser recuperado — status concedido aos carros que estão aptos a circular novamente pelas ruas.

A mesma situação é válida para casos de acidentes, inclusive com perda total. Ao solicitar o seguro, o automóvel é encaminhado para vistoria. Se for avaliado como irrecuperável, é levado a um pátio de leilões. Caso possa ser consertado, é viável fazer os ajustes, passar por avaliação e, então, obter a autorização de uso. Contudo, ainda assim é sinistrado.

Quais são os tipos de carros sinistrados?

Existem três tipos de carros sinistrados. Vamos conhecer quais são!

Pequena monta

Esses são os tipos de veículos que apresentam poucos danos, de forma que podem ser recuperados facilmente. Uma das características é que o sinistro geralmente não é registrado no documento do carro.

Média monta

O dano tende a ser mais perceptível e também pode ser reparado. Dependendo do tipo de problema, o proprietário deve desembolsar uma boa quantia para consertar o automóvel. Aqui, o sinistro é indicado no documento.

Grande monta

Os danos não são só perceptíveis, como são tão graves que podem indicar perda total do veículo. O custo pode chegar a 75% do valor e o carro fica registrado como sinistrado.

Quais são as vantagens e desvantagens de comprar e vender esse automóvel?

A aquisição de qualquer veículo implica pontos positivos e negativos, especialmente se for usado. Veja, a seguir, quais fatores são bons e ruins no caso da compra de um carro sinistrado.

Vantagens

O preço é o principal aspecto favorável da aquisição de um automóvel como esse. Essa questão é impactada pelo próprio sinistro e também pela procura, que é menor. Outro ponto positivo é poder mandar o carro para consertar com um profissional de sua confiança, caso ele ainda esteja com problemas. Dessa forma, você assegura a boa qualidade do serviço.

Em caso de roubo ou furto, o veículo tende a apresentar um preço bem mais baixo que o da tabela, ainda que tenha pouca quilometragem e necessidade de pequenos reparos. Assim, é uma maneira de conseguir um veículo bom por um preço atrativo.

Desvantagens

O ponto principal é a desvalorização no momento de revender o veículo. Ele continua sendo sinistrado e há uma indicação disso em seu documento. Por isso, a expectativa é que seu valor seja aproximadamente 20% menor que o da tabela usada no mercado.

Outro ponto negativo é a dificuldade de fazer um seguro normal. Por já ter acionado a franquia, a cobertura costuma ter várias limitações. Essa prerrogativa também é válida para o financiamento do automóvel, porque muitas instituições financeiras recusam a operação nesse caso.

Quais são as dificuldades existentes?

Existem alguns problemas burocráticos que interferem nos processos de compra e venda de um veículo sinistrado. Os principais estão relacionados à contratação do seguro. Nesse caso, dois pontos devem ser considerados:

  • aceitação: o veículo pode deixar de ter cobertura porque nem todas as seguradoras trabalham com automóveis sinistrados, outras permitem fazer um seguro total e ainda há aquelas que só possibilitam o autorroubo.
  • limitação de cobertura: as seguradoras que aceitarem os veículos que passaram por um sinistro de grande porte costumam restringir o amparo com base em um percentual da tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Outro empecilho é que veículos sinistrados que sofreram colisões geralmente servem apenas para peças de reposição. Essa recomendação é indicada porque é difícil analisar a extensão dos danos mesmo depois da recuperação.

O que prevê o Direito do Consumidor?

Essa é a lei que protege quem está comprando um automóvel sinistrado. Segundo a legislação, é permitido adquirir um veículo sinistrado, desde que ele não tenha sofrido perda total.

Nesse cenário, o Direito do Consumidor prevê que é obrigatório informar a condição de sinistrado. Caso haja omissão, há uma violação dos princípios de direito à informação e boa-fé. Em outras palavras, quem adquiriu o carro pode entrar com um processo judicial.

É importante destacar também que a prerrogativa de que o comprador é responsável pela verificação de multas, mudanças de cor, sinistros e bloqueios é válida somente quando a negociação é feita entre pessoas físicas, com condições de igualdade e regulamento no Código Civil.

Quando uma agência de veículos faz a transação, é obrigação da empresa repassar as informações ao consumidor. Senão, compreende-se que houve aproveitamento da condição de vulnerabilidade do comprador.

Se isso ocorrer e o consumidor descobrir que adquiriu um automóvel sinistrado, ele deve fazer a reclamação diretamente ao fornecedor. Caso o problema fique pendente por mais de 30 dias, o Direito do Consumidor prevê a possibilidade de substituir o carro por outro de mesma espécie e valor ou a restituição da quantia paga com atualização monetária e sem prejuízo de perdas e danos.

É possível fazer seguro em carro sinistrado?

É possível, sim, fazer seguro em veículos que sofreram sinistro. Porém, isso vai depender de alguns fatores como o tipo de seguradora, qual é a avaliação dos danos e também o tipo de perfil do dono. Além disso, depende do tipo de sinistro.

Na pequena monta, é possível renovar ou contratar um novo seguro, já que os prejuízos não são tão sérios. Porém, isso não significa que não será considerado o que o carro sofreu e quantas vezes o seguro precisou ser acionado, aumentando o valor do contrato.

Já na média e grande monta, os problemas são mais perceptíveis. Afinal, em alguns casos, podem indicar perda total. Por isso, o veículo tende a ser submetido a testes no Inmetro após o seu conserto para ter a certeza de que está tudo bem. Ainda, tem a informação sobre o sinistro substituída pelo número do Certificado de Segurança Veicular (CSV) do documento do carro.

Mas isso não é uma garantia de que o carro será aprovado pela seguradora. É muito comum que essas empresas não aceitem fazer o seguro dessa categoria. Isso porque, como o carro passou por constantes reparos, elas interpretam como possibilidade de gerar problemas futuros.

O que ocorre com os veículos retirados de leilões do Detran?

Uma boa parte dos automóveis sinistrados é comercializada em pátios de leilões. A vantagem é que o comprador é informado sobre a situação do carro e tem condições de saber se poderá utilizá-lo na rua. Ainda assim, pode ser que alguma agência adquira o bem e o revenda sem informar o status correto do veículo.

De modo geral, o carro vendido em leilão serve mais para a reposição de peças. No entanto, é possível fazer bons negócios. Para isso, é preciso cuidar dos seguintes aspectos:

  • documentação: faça uma vistoria específica em uma empresa autorizada e verifique a identificação de “sinistrado/recuperado”;
  • seguro: verifique quais operadoras permitem fazer a operação e qual será o valor cobrado;
  • viabilidade financeira: analise se vale a pena comprar o carro conforme suas condições de pagamento.

Contrate a ajuda de um profissional

Carros sinistrados, dependendo do tipo de dano, podem passar despercebidos e só com o tempo o novo proprietário terá conhecimento de que aquele não foi um bom investimento. De fato, se o interessado não buscar informações precisas sobre o carro, ele pode acabar se dando mal.

Por isso, antes de comprar um carro usado é fundamental verificar a procedência daquele veículo. Isso evita adquirir um produto que já vem com problemas e ter que desembolsar mais dinheiro para consertá-lo. Ou, pior, descobrir que o seu automóvel foi sinistrado ao tentar fazer um seguro e não ser aceito.

Sabemos que os preços oferecidos em leilões podem ser bastante atrativos, mas é importante analisar bem a origem do carro. Caso for sinistrado, avalie se vale a pena correr o risco de ter um veículo desse tipo, principalmente em relação ao longo prazo — afinal, alguns problemas podem só aparecer depois.

A melhor forma de ter acesso a todas essas informações é contar com uma empresa confiável de procedência veicular, como a Rede Cred Auto. Tenha em mente que o essencial é buscar transparência em todas as fases das transações realizadas e ter acesso a serviços profissionais de consulta para identificar os carros sinistrados.

Agora que você compreendeu melhor sobre adquirir carros sinistrados ou vender carro sinistrado, que tal fazer a sua consulta? É só entrar em contato conosco para conhecer os serviços prestados pela Rede Cred Auto. Temos certeza de que temos o ideal para a sua situação!

Rede Cred Auto, Simplesmente Diferente.

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 69
  • comment-avatar
    Edilson angelo Da Silva 4 anos atrás

    BOA tarde! Comprei um carro recentemente financiamento total uma strada fiat 2012 porém como precisava de um carro utilitário devido ao meu trabalho ñ pesquisei muito ela foi vendida no valor da tabela fipe porém depois do negócio fechado o vendedor me passou um contrato dizendo ser carro de leilão e sinistro como eu ñ entendo muito ñ questionei mas depois de ver uma reportagem de que ñ dá para contatar seguro gostaria de saber se o valor é realmente preço de tabela ou fui lesado ah também consta que o amortecedor dianteiro está com problema o que no dia ñ constatei o que pode ser feito se é que posso recorrer de alguma forma.
    Desde então agradeço muito obrigado pela atenção e aguardo retorno.
    Att.Edilson

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Edilson, como vai?
      Realmente carros de leilão e sinistro costumam ter uma depreciação de 10 a 30% em relação ao valor da tabela Fipe, porém não existe nenhuma lei que compreende essa questão. Seria mais uma negociação entre comprador e vendedor mesmo.
      Em relação ao amortecedor, o indicado é encaminhar o contrato de compra e venda para análise de um advogado.

  • comment-avatar
    Sueli Sousa 4 anos atrás

    Comprei um veículo em uma loja a 5 anos desde então venho renovando o seguro sem qualquer problema, esse ano fui renovar e apareceu uma restrição de veículo de leilão. Tenho algum direito? Pois. Na compra estava certa que o carro não tinha nenhum problema e só depois desse tempo todo as seguradoras viram essa restrição. Não entendo. Se tivesse descoberto ao comprar nem tinha fechado negócio.

  • comment-avatar
    Eliel Marques dos santos 4 anos atrás

    Boa noite!estou com um problema compre um carro em 2015 em uma concessionária sou 2 dono recentemente vendi o carro, o novo proprietário foi fazer transferência e acusou em uma porta um selo de outro carro de outra cor, verificado consta de um veiculo que foi recuperado de roubo em outro estado,fiquei com o carro este 5 anos fiz seguro normal e agora? Oque eu faço ? Tenho nota fiscal de compra do veículo e vendi particular para outro estado e a pessoa esta com este problema? Gostaria de uma ajuda

    • comment-avatar

      Olá Eliel, ideal é que você procure a concessionaria que comprou, a responsabilidade por informar sinistro é do vendedor. Você pode acionar os órgãos de proteção ao consumidor e caso não resolva, recomendo que procure o auxílio de um advogado. Boa Sorte.

  • comment-avatar
    Geroboa ricardo rosa 4 anos atrás

    Meu carro tá sinistro tem como fazer seguro

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Geroboa, como vai?
      Nesse caso depende dos regimentos internos de cada seguradora.

  • comment-avatar
    Joelson dos Santos Brito 3 anos atrás

    Comprei um carro sinistro.
    O dono da concessionária não me informou.
    Comprei pela a tabela Fipe.
    O carro está dando muito problema o dono da concessionária.
    Não querer trocar o carro por outro do mesmo valor.

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Joelson, como vai?
      Nesse caso o mais indicado é procurar um advogado para que ele possa analisar o contrato de compra e venda.

  • comment-avatar
    João Batista 3 anos atrás

    Bom dia, comprei um carro sinistrado no ano de 2017 (financiado) o vendedor me disse que tinha passagem por leilão mas era porque o antigo dono comprou e não conseguiu pagar por isso foi pra leilão, no entanto ele me vendeu o carro pelo preço da tabela fipe, o que devo fazer? Ainda estou pagando pelo carro.

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá João, como vai?
      Veículos com passagem por leilão geralmente têm uma depreciação de 10 a 30% do valor do mesmo, porém não existe nenhuma lei que respalda, seria uma negociação entre comprador e vendedor realmente.

  • comment-avatar
    Arylton Freitas 3 anos atrás

    Como posso consultar um veículo com vcs?

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Arylton, como vai?
      Nos passe por gentileza um contato para que nosso time em comercial consiga te passar o procedimento.
      Obrigado!

  • comment-avatar
    Alice vilalva de oliveira 3 anos atrás

    Comprei um carro sinistro sem saber e agora o que devo fazer

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Alice, tudo bem?
      Nesse caso o mais indicado é procurar um advogado para que o mesmo analise o contrato de compra e venda e sugira a melhor solução.

  • comment-avatar
    Francisco Maranibnchi 3 anos atrás

    Boa noite
    Quero comprar um carro de leilão mas o leiloeiro e a seguradora não informam os danos do veiculo, pois não se pode examinar integralmente. Só podemos visualizar as peças danificadas mas não sabemos se hou dano em motor ou caixa de marchas(automatica ou não). Mas a seguradora sabe, tanto que fazem uma vistoria e por vezes levam a uma concessionaria para avaliar o valor do conserto e lá recebem um laudo completo. Só que este laudo não é fornecido ao interessado em adquirir o carro. Tipo caixa preta para o consumidor.. Isto é legal? Não tem como receber o laudo dos danos e assim poder calcular o valor do conserto? Há vezes que o arrematante acaba pagando mais por danos que vão alem do visivel, como dano em caixa automatica, o que encarece muito….ou dano do motor. Não acho correto e honesto, pois se aproveitam da condição limitada na avaliação do veiculo que apenas é "olhado", literalmente. volto a perguntar: Isto é legal, esconder o dano? Grato
    Att
    Francisco

  • comment-avatar
    Leandro menezes cordeiro M 3 anos atrás

    Comprei um carro depois da tranferencia que fui conferi tinha sinistro de banco entrei em contato com o vendedor ele propomos devolver 8 mil em duas x ai depositou 4 mil e não que paga o restante que direito eu tenho e em quais crimes ele si enquadra ja que me vendeu sem falar do sinistro

  • comment-avatar
    Hugo Henrique de Aguiar Santos 3 anos atrás

    Gostaria de saber se sou obrigado a receber um carro recuperado pela minha asseguradora que foi classificado como média monta. O fato é que o carro estragou bem, e não acredito que seja possível recuperar e deixar a estrutura 100%, sem contar a desvalorização de mercado. Será que eu posso exigir que seja paga a indenização no valor do automóvel?

    • comment-avatar

      Olá Hugo, tudo bem? A indicação Média monta não significa que o carro tenha tido avarias que impeçam de se locomover com segurança. Em outras palavras, o veiculo não teve perda total e a seguradora cumpriu o papel de realizar os reparos necessários para a circulação do mesmo, com laudo CSV, validando a segurança do mesmo.

  • comment-avatar
    Fernando 3 anos atrás

    Comprei um veículo e somente descobri que é sinistrado quando realizei uma vistoria.
    Em quanto tempo posso propor ação judicial contra a empresa e qual nome da ação?

    • comment-avatar

      Olá Fernando, tudo bem? O ideal é tentar primeiramente por meios amigáveis, após isso entrar em contato com os orgãos responsáveis pela proteção aos direitos do consumidor e caso não resolva, o ideal é procurar um advogado para prosseguir.

  • comment-avatar

    boa tarde,
    comprei um carro sinistrado gostaria de saber se tem como desbloquear esse sinistro ou dar baixar, não sei se os termos são esses, podem me ajudar com essa questão??

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Andre, como vai?
      Para desbloquear o sinistro é necessário passar pelo laudo CSV (CERTIFICADO DE SEGURANÇA VEICULAR).

  • comment-avatar
    Mayco Fabiano Peixoto 3 anos atrás

    Bom dia comprei um carro de uma revenda até questionei sono quando fui fazer seguro mas como deu certo n dei MTA bola !!! Agora quando fui vender o carro ele tem sinistro o q teria q fazer pq quase um ano cm carro nunca deu problema mas só agora na hora de vender vi o valor mto abaixo do q foi pago em menos de um ano

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Mayco, como vai?
      É necessário se dirigir até a loja para verificar um acordo entre as partes.
      A loja é responsável pela divulgação da restrição caso tenha ciência.

  • comment-avatar
    Carla Ferraz 3 anos atrás

    Bom dia! Comprei um carro semi novo, até então achei que a busca pelo site do Detran era o correto para saber se o carro tinha algum problema, no mesmo dia tentei colocar na seguradora e não aceitou, logo fui buscar outras e fiz a vistoria, não passou pq falou q o carro era sinistro e de leilão, fiquei revoltada por ter sido enganada, procurei o vendedor e comentei o problema, ao fazendo busca na internet vi um site q faz uma busca completa do carro pagando uma taxa, e contatou o problema, procurei um advogado e me falou dos meus direitos, agora vi aqui nesta matéria realmente fui lesada, estou tentando rever a compra q só tem 5 dias e caso não resolva vou ao Procon, espero q seja resolvido o mais rápido, pq até sono estou perdendo!

  • comment-avatar

    Tenho um carro comprado pouco tempo 35 dias e começo aparecer trinca de massas na lateral . Não fui avisado pela loja q o carro foi batido eu posso pedir outro veiculo ou ser ressarcido a diferença ?

    • comment-avatar

      Olá Jairo, como vai?
      Se você comprou um carro e percebeu problemas no veículo pouco tempo após a compra, é importante entrar em contato com a loja e exigir uma solução. Se a loja não oferecer uma solução satisfatória, é possível recorrer aos órgãos de proteção ao consumidor, e uma ótima opção também seria contar com a orientação de um advogado. Além disso, é importante ficar atento a outros problemas que podem surgir em um carro novo e conhecer seus direitos como consumidor.

  • comment-avatar
    Valdemar 3 anos atrás

    Olá tenho um caminhão coloquei no seguro sofri um acidente a seguradora cobriu os gastos só que no documento ficou como sinistrado média monta isso pode ? Não era sinistrado ,sei que veículo sinistrado tem uma perca grande comercial .

    • comment-avatar

      Olá Valdemar, como vai?
      Entendo sua preocupação. Quando um veículo sofre um acidente e é coberto pelo seguro, é comum que o documento do veículo receba a classificação de “sinistrado”. Isso ocorre porque o veículo sofreu um sinistro, ou seja, um evento inesperado que resultou em danos. Então nesse caso, infelizmente, é o correto a se fazer.

  • comment-avatar
    Flávio G. Santos 3 anos atrás

    Boa tarde!!!
    O carro foi consultado e avaliado pela seguradora, em seguida foi recusado por detectar que é sinistrado. Só que no documento, não costa essa obs. de sinistrado. Eu não sabia que era sinistrado. E agora, por não constar no documento, que ele é sinistrado. Pode ocorrer alguma penalidade maior??

    • comment-avatar

      Olá Flávio, como vai?
      Se essa informação não consta no documento, pode ser que o veículo tenha sido vendido de forma irregular ou que o documento não tenha sido atualizado corretamente.

      Se for comprovado que o veículo foi vendido de forma irregular, o vendedor pode ser penalizado. No entanto, se você adquiriu o veículo de boa-fé e não sabia que ele era sinistrado, não há penalidades previstas para o comprador.

  • comment-avatar
    José Tadeu Macedo Mendes 3 anos atrás

    Por gentileza , adquiri um Ford Ka 2017 ,fui fazer o seguro ,não passou por ter restrição no histórico ,mas não consta nada o doc do carro .,. Pior eu comprei dei 13. 000 entrada e. O restante 55 parcelas no consórcio Banrisul , uma pergunta como que o banco me vende com problemas no histórico , eu vou perder muito. Como passou na vistoria do banco

    • comment-avatar

      Olá José Tadeu, como vai?
      É possível que a restrição no histórico do veículo não tenha sido identificada durante a vistoria do banco, ou que a restrição tenha sido adicionada após a vistoria do banco.

      Nesse caso, é importante que você entre em contato com o banco para obter mais informações sobre o histórico do veículo e entender melhor a situação. Você também pode entrar em contato com um advogado para obter aconselhamento jurídico sobre seus direitos e opções legais em relação a esta questão.

      Além disso, é importante verificar se o vendedor tinha conhecimento da restrição no histórico do veículo. Se o vendedor sabia sobre a restrição e não informou você, pode haver responsabilidade legal do vendedor. Se esse for o caso, é recomendável que você procure aconselhamento jurídico para entender seus direitos e opções legais.

  • comment-avatar
    Everton Dias 2 anos atrás

    Faz quase 2 anos
    Que comprei o veículo,
    Fui vender o veículo
    Descobri que tinha Sinistro.

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Everton, como vai?
      O ideal seria consultar antes da compra do veículo para garantir a procedência.

  • comment-avatar
    Sérgio Rodrigues 2 anos atrás

    Comprei um carro onde o vendedor omitiu que o mesmo havia sofrido batida afetando a coluna do mesmo.
    Ao pegar o veículo e leva-lo pra casa,começaram as decepções.
    O carro foi todo maquiado.
    Enfim , o vendedor alegou não saber que o carro já havia sido batido, porém fiquei sabendo que o mesmo é revendedor de veículos.
    Qual atitude judicial posso tomar contra o vendedor? Estou com o carro a apenas 5 dias.

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Sérgio, tudo bem?
      Estando com o veículo a menos de 7 dias pode ser realizado o cancelamento da negociação, caso tenha algum sinistro cadastrado ao veículo é de responsabilidade do vendedor a divulgação dessa informação.

  • comment-avatar
    Cleber 2 anos atrás

    Comprei um carro no valor de 75.000 e não sabia q o carro e sinistro como faço já estou perdendo na venda do veículo falei com o antigo dono ele falou q não sabia mais na verdade ele sabia do já estou perdendo na venda uns 35% do valor do carro o que eu faço pra obter meus direito na justiça perante essa venda desse veículo que órgão eu procuro pra me ajudar e obter esse 35% possento do carro perdido desde quando na venda só acho menos 35%

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Cleber, como vai?
      A depreciação geralmente é de 10 a 30% do valor do veículo, porém não existe uma lei que assegura disso. É uma negociação entre comprador e vendedor realmente.

  • comment-avatar

    Existe algum empecilho pra colocar gás em carro sinistrado ?

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Alex, tudo bem?
      Não, quando regularizado pode ser alterado para GNV sem problemas.

  • comment-avatar
    Adailson Aparecido Rodrigues 2 anos atrás

    Quero saber como eu fasso com meu carro sinistrado

    • comment-avatar
      Maylan Moreno 1 ano atrás

      Olá Adailson, como vai?
      Precisamos de mais informações para conseguir te ajudar.

  • comment-avatar
    Marcio morais 1 ano atrás

    Adquiri uma moto de uma pessoa particular que no anuncio na consta o sinistro ,faz uns 8 meses na época o vendedor disse que estava tudo ok agora 8 meses depois fui vender e descobri quais são meus direitos. Obrigado

  • comment-avatar
    Renato Gomes 1 ano atrás

    Boa tarde sofri um acidente com meu carro onde foi colidido com vários outros carros devido a falta de freio de um caminhão. Acionei meu seguro que realizou o conserto do veículo quando peguei o veiculo para minha surpresa o documento estava retido pelo DETRAN pois teria um novo documento com a observação de sinistrado. A minha dúvida a Seguradora não deveria ter me pago o valor do carro 100% já que ele agora é um veículo sinistrado?

    • comment-avatar

      Olá Renato, tudo bem? Você precisa verificar as coberturas e cláusulas de seu contrato de seguro junto a segurado. Mas de forma geral, nem todo sinistro representa perda total e indenização desta razão por parte da seguradora.

  • comment-avatar

    Boa noite!
    Meu esposo comprou um carro a quase 2 anos financiado.Fui colocar seguro agora e deu sinistro, comuniquei ao vendedor ele disse que não sabia vai resolver a situação.
    Porem tenho uma viagem pr fazer…
    Caso aconteça algo na viagem com o carro, posso cobrar a ele ou é melhor não usar o veículo até que se resolva a situação.
    O que eu faço visto que não tem como desmarca a viagem porque a mesma ja foi paga.
    Ele é obrigado a me fornecer um veiculo pr a viagem?

    • comment-avatar

      Olá Yara, tudo bem? A obrigação do vendedor é cumprir com o que foi ofertado e em caso de sinistro não comunicado ao comprador, o vendedor deverá oferecer a substituição do carro por outro nas mesmas condições e valores ou devolução do valor pago corrigido. Caso o mesmo não cumpra esta solicitação, você poderá fazer valer seus direitos garantidos pelo código de defesa do consumidor.

  • comment-avatar
    Denis 1 ano atrás

    Bom dia! 

    Comprei um veículo em 2021 na agência e as informações que me passaram inclusive o laudo cautelar estava tudo ok com veículo. 

    Porém hoje fui tentar realizar a venda do mesmo e foi feito o laudo cautelar novamente onde foi constatado sinistro. 

    Existe alguma lei que obriga a agência pegar o carro de volta e devolver o valor que já havia pago? 

    Pois eles agiram de má fé… 

    • comment-avatar

      Olá Denis, tudo bem?

      É obrigação da agência informar todo o histórico do veículo ao consumidor. Primeiro, você deve realizar uma reclamação formal diretamente com a agência onde comprou o veículo explicando o problema e solicitando uma solução. Caso o problema fique pendente de resolução por mais de 30 dias, o código do direito do consumidor prevê a possibilidade de substituir o carro por outro de mesmo valor ou a restituição dos valores pagos com correção monetária e sem perdas e danos. Se tiver problemas neste processo, recomendo a consulta a um advogado.

  • comment-avatar
    Joao Eduardo Juszczak 12 meses atrás

    Boa noite.Comprei um xsara picasso bem bonito carro a principio parecia muito alinhadinho.Enfim foi o carro mais facil e menos burocratico pra ser negociado.Tenho ele a uns 6 anos.Porem a 8meses resolvi que ia trocar fui a uma revenda e o rapaz me ofereceu R $10000 nele .Achei etranho pois a fipe équase R $20000.Achei ruim com ele;dai veio a resposta”é um RS e eu perguntei o que era istoRS ele me explicou entao descobri porque foi aprovado meu financiamento no feriado e entregue o carro no domingo pra mim.Que facil,porem dificil agora é me livrar dele.Devido ao tempo que eu levei pra entender isso tenho chance de consertar isso?

    • comment-avatar

      Olá João, tudo bem? Se esse registro de recuperação de veículo seguro não foi te informado na compra do mesmo pode caracterizar má fé na venda. O ideal nesses casos é tentar resolver onde você comprou o veículo e caso não resolva, procurar um advogado para te auxiliar.

  • comment-avatar
    Mauricio 11 meses atrás

    Vendi um Palio 2012 a 2 anos Atrás em uma Agencia. Porem agora em 2023 ela entrou em contato comigo informado que o veiculo tem Media Monta no documento. Achei estranho depois de 2 anos informar esta situação, sendo que ela descontou todos os débitos que encontravam no carro (Multa, IPVA, Financiamento). Agora quer uma parte em dinheiro para ressarcir os gastados que terá sobre o documento do carro. Eu teria responsabilidade sobre isso? Acho que deveriam ter olhado isso quando vendo o carro para ele a 2 anos atrás.

    • comment-avatar

      Olá Mauricio, tudo bem? É importante lembrar da responsabilidade do vendedor em informar o histórico passado do veículo, inclusive se houve sinistralidade de média monta. No seu caso, o recomendado é procurar um advogado e explicar como foi o processo de venda para buscar a melhor solução da situação junto a agência compradora.

  • comment-avatar

    Bom dia, tudo bem?

    Um familiar comprou um carro há 2 anos de uma revenda e agora, tentou vender e na outra revenda acusou que era um veiculo “sinistrado” e não quis aceitar. Ele foi novamente na revenda de onde comprou o carro para tirar satisfações do porquê não informaram nada na venda do veiculo e eles alegaram que também não sabiam de nada e que agora não podem fazer nada também. Como fica nessa situação? Ele não está conseguindo vender o carro pq ninguém quer comprar o valor da FIPE e na época ele acreditou na “boa palavra” da revenda ao informar que o carro estava ok, pois o CRLV estava ok e no seguro, ao fazer o endosso do veiculo antigo para o novo, também não acusou nada… só agora, 2 anos depois, quando tentou vender. Como proceder nesses casos???

  • comment-avatar
    Jorni Jose Scherer 7 meses atrás

    Boa noite

    Fiz uma troca de veículos. O que eu tinha nada consta no documento e não sabia, mas quando o lojista verificou no site específico, consta leilão. Mesmo depois de transferidos ambos os carros, o lojista me cobra isso. Como procedo?

    • comment-avatar

      Olá Jorni, tudo bem? A responsabilidade fica com o proprietário anterior, o ideal é buscar uma solução amigável. Recomendo que busque um advogado para te auxiliar neste processo, importante também lembrar que se você comprou o veículo anteriormente sem que foi avisado de passagem por leilão poderá buscar seu direito.

  • comment-avatar
    GABRIELLA CAMPOS DE OLIVEIRA 7 meses atrás

    Olá tive um veículo durante 6 anos e não me preocupei em fazer seguro pois quase não usava o carro .vendi o veículo e depois de 4 meses o comprador quer um quantia de volta do carro porque disse que o carro teve problemas com o seguro .eu não tinha conhecimento disso .o mesmo se recusa a me apresentar qualquer prova disso .tenho culpa sobre isso ?

    • comment-avatar

      Olá Gabriella, tudo bem? São duas questões distintas neste caso, primeiramente você precisa saber exatamente o histórico do veículo, para saber exatamente qual seria a restrição que esta restringindo o veículo nas seguradoras. O outro ponto é sobre a responsabilidade, e a resposta é sim. Você seria responsável para informar o histórico do veículo ao novo proprietário. Mas se você comprou de outro vendedor que não te informou poderá cobrar seus direitos também, portanto para este caso recomendo que busque auxilio junto a um advogado.

  • comment-avatar
    Danrlei 7 meses atrás

    Olá tudo bem ? Gostaria de uma ajuda, pois no final de 2019 comprei um veículo com uma garagista e ele me disse que o carro era sem leilão, esse ano, após três meses e meio vendi ele e a pessoa que comprou quase dois meses depois disse que foi vender o carro e o mesmo é sinistrado e tem leilão, no entretanto eu também não sabia disso. No entanto a garagem que comprei o carro hoje já não existe mais, mas o vendedor que me vendeu, ainda está trabalhando em outra loja de carros, é possível cobrar ressarcimento dele ? Pois acabei descobrindo isso somente agora que vendi o carro e nunca fui informado que esse carro tem leilão, e sem o contrato de compra e venda, isso tem algum impacto ?

  • comment-avatar
    Valdecir laurindo 6 meses atrás

    Vendi meu carro financiado para outra garagem ela fez a quitação e financie outro más pagaram menos o que valia porque falaram que ele tinha passagens de leilão clace b más eu não tinha sido informado aonde eu tinha comprado oque eu faço