HomeGestão empresarial

Planejamento orçamentário: saiba quais são as etapas deste processo

Planejamento orçamentário: saiba quais são as etapas deste processo

Tempo de Leitura: 4 minutos

O planejamento orçamentário é um dos pilares da gestão estratégica. A previsão, o controle e a avaliação contínua dos recursos corporativos, no que compete à sua divisão (entre os diversos departamentos e funções) e à sua preservação, são atividades essenciais à saúde e à perenidade do negócio.

Os gestores focados em resultado têm ciência da importância irrevogável do planejamento orçamentário. Por isso, a definição do teto de valores, bem como a indicação de gastos, é uma rotina que não pode ser negligenciada — e que, ao contrário, ganha força à medida que a empresa evolui e prospera.

Se você quer saber mais sobre o tema, acabou de encontrar o conteúdo ideal! Neste post, você vai:

  • Entender um pouco mais acerca do conceito de planejamento estratégico.
  • Conhecer as principais etapas desse processo.
  • Visualizar as vantagens de arranjar tempo para designar a melhor forma de investir o dinheiro corporativo.

Preparado? Continue a leitura!

O que é o planejamento orçamentário?

O planejamento orçamentário é, na prática, uma consistente previsão de receitas, custos, despesas e investimentos para os próximos ciclos — geralmente, o período é de 12 meses, mas a base de ação pode variar de acordo com a governança corporativa de cada empresa.

Alguns gestores habituados à rotina de planejamento a descrevem como uma “contabilidade ao contrário”, considerando que a missão da contabilidade, quando analisada sob a ótica organizacional, é registrar as entradas e saídas financeiras, enquanto o planejamento orçamentário se dedica a “antecipar o futuro”.

Muito embora a definição possa soar um pouco vaga, não há motivos para engano: o planejamento orçamentário não tem nada a ver com inferências sem embasamento. Pelo contrário! Todo o processo deve ser amparado em dados críveis e transparentes, obtidos a partir do próprio histórico da empresa e das perspectivas de mercado.

Afinal, apenas ao assegurar a pertinência das informações, atestando sua confiabilidade frente ao cenário corporativo e econômico, é possível estabelecer planos sólidos, coesos e eficazes, de modo a garantir a saúde financeira e a competitividade do negócio.

Diante disso, fica fácil perceber que o planejamento orçamentário desponta como um instrumento indispensável para controlar a operação e para maximizar os resultados. Somente ao entender a dinâmica financeira da empresa, planejando gastos e provisionando lucros, é possível crescer com consistência.

Quais sãos as principais etapas do planejamento orçamentário?

Para que seja efetivo, o planejamento orçamentário deve seguir uma sequência de etapas. Dessa forma, é possível segmentar o processo e assegurar a pertinência das decisões financeiras que são tomadas no cotidiano operacional.

A divisão de fases confere mais assertividade e minimiza eventuais erros, produzindo resultados mais consistentes e duradouros. Veja quais são os principais passos para a construção do planejamento orçamentário.

Estabeleça as bases iniciais

O planejamento orçamentário deve traduzir com exatidão o cenário e as metas da empresa. Caso esteja distante da realidade, pecando em corresponder aos recursos do negócio, as chances de ineficácia são enormes — e bastante arriscadas.

Por isso, é essencial que os gestores envolvidos no projeto estejam atentos ao alicerce do planejamento orçamentário, entendendo em profundidade quais são as possibilidades e as carências corporativas.

Colete e consolide dados

Em um mercado cada vez mais volátil e competitivo, os dados são a grande arma das organizações produtivas. Na prática, a coleta de dados figura como uma etapa essencial a qualquer planejamento, e o aspecto orçamentário não foge à regra.

Ao examinar informações claras e consistentes, aprofundando as avaliações a respeito do panorama empresarial, os líderes podem consolidar as análises e suprimir eventuais erros.

Dessa forma, a preparação para a elaboração do planejamento orçamentário ganha robustez e dinamismo, maximizando a confiança dos gestores e impactando positivamente nos resultados — a curto, médio e longo prazos.

Simule cenários

As informações coletadas e consolidadas devem ser posteriormente empregadas na simulação de cenários, permitindo que os gestores enxerguem oportunidades e vulnerabilidades com mais clareza.

Ao dispor de alternativas — capazes de endossar planos de ação, reação ou contenção — o corpo administrativo tem mais segurança para estruturar o budget e deliberar investimentos, agindo de modo proativo no desenvolvimento do negócio.

Defina o planejamento orçamentário

Uma vez que ocorrido a coleta de dados, a simulação de cenários e a avaliação de possibilidades, é importante que o resultado final seja a divulgação do plano orçamentário atualizado. Quando pronto, o documento passa a nortear todas as unidades de negócio, orientando os gestores de cada área a respeito do orçamento para suas atividades.

O planejamento também garante que a diretoria possa controlar os gastos e monitorar os investimentos, assegurando a saúde financeira da empresa e promovendo a rentabilidade sustentável.

Acompanhe a execução do plano (e ajuste sempre que necessário)

Não basta, porém, conceber o documento e negligenciar o acompanhamento. A execução é tão ou mais importante que a construção teórica, e os gestores precisam estar cientes disso.

É essencial, portanto, que haja monitoramento constante acerca dos desdobramentos do planejamento orçamentário. Recomenda-se que as lideranças estabeleçam um período para reanálise (mensal ou trimestralmente, por exemplo) e se atenham a ele, efetivando os ajustes que porventura sejam necessários.

Lembre-se de que nenhum plano é soberano e está à prova de falhas. O mercado é dinâmico e as empresas precisam acompanhá-lo — e o método pelo qual o fazem é justamente a partir de documentos como o planejamento orçamentário!

Por que é importante investir no planejamento orçamentário?

Diante de todas as informações, fica evidente que o planejamento orçamentário é um instrumento poderoso e indispensável às organizações modernas. Mais do que isso, porém, desponta como a ferramenta capaz de evidenciar oportunidades e de possibilitar que sejam devidamente aproveitadas.

Dessa forma, não seria equivocado dizer que o planejamento orçamentário é uma demanda inequívoca para as organizações que desejam manter sua competitividade e maximizar a lucratividade.

A importância do recurso, portanto, reside justamente na capacidade de construir cenários e de endossar planos de ação, mantendo a coerência com a realidade do negócio e com suas pretensões de mercado.

Na prática, o planejamento orçamentário é um grande aliado dos gestores orientados e das empresas focadas em produtividade. Planeje, acompanhe, ajuste e cresça!

Se você gostou do post e deseja continuar aprendendo um pouco mais sobre o tema, aproveite para entender como realizar um planejamento orçamentário eficaz, garantindo a saúde e a rentabilidade das suas operações!

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0