O que fazer quando ocorre o extravio do CRV?

Nem sempre estamos com os documentos em dia e casos de perda ou furto podem acontecer. Você sabe o que fazer em caso de extravio do CRV? O Certificado de Registro do Veículo é um dos documentos veiculares mais importantes e não pode ficar de lado.

Neste post, você vai ver:

  • o que é CRV;
  • quais providências devem ser tomadas;
  • por que ter o CRV em dia é importante.

O que é CRV?

O CRV é o documento usado na hora de transferir o veículo para outro proprietário. É diferente do CRLV, o documento de licenciamento. No caso do CRV, você não precisa levá-lo e o apresentar caso seja parado pelas autoridades.

Ainda assim, é necessário mantê-lo guardado — caso contrário, não vai poder vender seu carro ou moto. Isso porque o nome do proprietário é fixado no verso, assim como o código Renavam, a placa, o CPF e o ano de fabricação.

O CRV ainda precisa ser usado em caso de mudança de residência, categoria ou característica do veículo. Algumas pessoas ainda fazem menção com o nome DUT (Documento Único de Transferência), usado antes de 1985.

Quais providências devem ser tomadas caso ocorra o extravio do documento?

Embora o porte não seja obrigatório, você precisa ter a posse do documento — mesmo que seja em uma gaveta da sua casa. Sem isso, não poderá circular com o veículo. A multa para a infração está na casa dos R$ 53,20.

A segunda via pode ser solicitada no site do Detran do seu estado. Essa perda pode pesar no seu bolso, já que existe uma taxa que varia entre R$ 181,34 e R$ 261,41. Aqui, é necessário registrar um boletim de ocorrência e ir em uma unidade de trânsito para fazer a solicitação.

Quais documentos são necessários? De forma geral, o RG, CPF, comprovante de pagamento, formulário Renavam e laudo de vistoria. Em casos de pessoa jurídica, também entra o contrato social ou documentos equivalentes.

Por que ter o CRV em dia é importante?

O CRV prova que o carro é seu e ainda revela suas características. Por isso, também é chamado de “recibo do veículo”. Sem o documento em dia, a venda do veículo se torna irregular e você pode ter problemas jurídicos.

Na compra de um carro novo, o recebimento acontece na hora do emplacamento. Procure ficar com uma pulga atrás da orelha caso alguém sugira a renovação — o documento não tem prazo de validade e o CRV é o mesmo para carros antigos.

Existem alternativas para o extravio do CRV. Embora a segunda via seja um processo caro, ainda é o melhor caminho para deixar a documentação em ordem. Circular com o carro irregular não costuma ser uma boa ideia.

Não se esqueça de que se você for o novo proprietário do carro, vai ter 30 dias para emitir um novo CRV. A venda também precisa ser comunicada para o Detran — nesse caso, essa responsabilidade é do vendedor.

Achou o post interessante? Tem algum amigo que perdeu o CRV recentemente? Então, compartilhe nas redes sociais para que ele também possa pedir a segunda via!

ebook_prevenção_de_fraudesPowered by Rock Convert

DATE: dez 11, 2019
AUTOR: Maylan Moreno
Histórico Veicular, , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *