Garantia de veículo: o que você precisa saber?

Você já parou para pensar em como a garantia de veículo funciona?

Se você já se deparou com problemas mecânicos ou necessidade de reparos, certamente sabe da importância desse tipo de assistência. É justamente o que você vai descobrir ao longo do post, em que contamos sobre a importância da garantia, quais os cuidados que devem ser tomados e os pontos que você precisa ficar de olho. Vamos lá?

Quais são os tipos de garantia?

Entender os tipos de garantia é a primeira distinção importante a se fazer, valendo para carros comercializados por empresas. Se você negociou com uma Pessoa Física, por exemplo, não há responsabilidade garantida por lei.

Abaixo, você entenderá as principais características das garantias, veja só:

Garantia legal

A garantia legal é definida pelo Código de Defesa do Consumidor com três meses de duração. Isso só serve para defeitos que de fato sejam de fábrica — em alguns casos, exigindo um laudo técnico.

Garantia contratual

Diferentemente da garantia legal, a contratual é estipulada pela montadora e tem uma política específica. Caso o reparo seja feito e o mesmo defeito voltar a aparecer, a empresa vai ter que fazer o reparo novamente, mesmo que o prazo seja excedido.

Como funciona a garantia de veículo?

As regras para a garantia variam de acordo com o tempo do veículo. Essas informações são apresentadas no manual do veículo, no termo de garantia. O prazo só começa a contar a partir do momento da entrega do carro.

Carros novos

Embora cada montadora tenha uma política específica, a garantia para carros novos costuma ficar entre um e três anos. Algumas marcas ainda trazem assistência e inspeção de pontos do carro, dispondo de programas específicos.

Carros seminovos

Carros seminovos lidam com garantias mais curtas, de até seis meses. Ainda assim, algumas marcas ampliam o tempo e chegam a oferecer prazos que podem alcançar os dois anos.

Carros usados

Veículos mais antigos costumam ter apenas a garantia legal de 90 dias, sem a disponibilização de prazos contratuais. Essa classificação varia de acordo com a empresa e pode levar em conta a quilometragem ou a quantidade de donos.

Quais cuidados que devem ser tomados sobre a garantia do veículo?

Entre os fatores que você precisa ficar de olho, estão as revisões estipuladas no plano de manutenção do veículo. Se você não seguir as recomendações, corre o risco de ter a garantia cancelada.

Outro ponto importante é o tempo para fazer a solicitação. Ao postergar, a responsabilidade corre o risco de ser negada — já que a montadora teria margem para indicar o problema como fruto do desgaste natural.

A garantia de veículo exige alguma dose de atenção ao prazo e às regras para conseguir assistência e não sofrer com possíveis defeitos. Embora as coberturas e os tipos sejam diferentes, sempre é possível resolver problemas nos carros recém-comprados.

Não se esqueça de que todos os defeitos anteriores à comercialização contam, não apenas os de fabricação. Se o veículo sofreu danos na hora do transporte, por exemplo, também é levado em consideração na garantia.

Gostou de entender um pouco mais sobre o tema? Se você busca por segurança e tranquilidade na compra de um automóvel, não deixe de conhecer nossa parceira, a Auto Garantia. Dentre outros serviços, a empresa oferece planos de garantia de motor e câmbio para veículos que não são mais cobertos pelo fabricante.

ebook_prevenção_de_fraudesPowered by Rock Convert

DATE: mar 24, 2020
AUTOR: Maylan Moreno
Histórico Veicular, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *