HomeGestão empresarial

Como um estudo de comportamento do consumidor pode influenciar no seu negócio?

Como um estudo de comportamento do consumidor pode influenciar no seu negócio?

Tempo de Leitura: 3 minutos

Quem atua no segmento automotivo já está acostumado com a realidade do setor, que é extremamente competitivo. Nesse cenário, existem inúmeros conceitos importantes e que devem ser observados por gestores/colaboradores.

Um deles, que está muito em alta, é o estudo de comportamento do consumidor. O termo pode parecer simples, mas traz consigo algumas ramificações pontuais. Você já parou para analisar o comportamento do seu cliente e sabe como essa questão pode impactar os resultados do seu negócio?

Pensando no tema, preparamos este artigo. Entenda um pouco mais sobre conceito e sua aplicação.

Estudo de comportamento do consumidor, o que significa?

De certa forma, essa área do conhecimento rejuvenesceu com a transformação digital. Com tantos dispositivos conectados, aproximar-se do seu público se tornou uma tarefa um pouco mais fácil, permitindo a descoberta de todas as características que configuram o seu cliente potencial.

Bom, é justamente essa a finalidade do estudo de comportamento: identificar seu público-alvo, observar suas características socioeconômicas e desenvolver estratégias, promoções, conteúdos e interações que façam sentido para a realidade desse personagem.

A partir do momento que o seu negócio tem um perfil bem delineado do consumidor padrão, muitos desafios serão simplificados: a precificação, o investimento em estratégias de marketing e publicidade, a cartela de serviços e tudo mais!

É nesse sentido que o estudo de comportamento se apresenta como uma ferramenta indispensável para os lojistas desse segmento. Afinal de contas, em um setor tão disputado como o automotivo, é fundamental utilizar de todas as soluções que estejam disponíveis para conquistar o seu pedaço do mercado.

A importância desse estudo para os seus resultados

Performance: essa é a palavra-chave para descrever o impacto dessa análise sobre os seus negócios. Conhecer o consumidor, seus interesses, orçamento, gostos e hobbies, oferece um leque de oportunidades para serem utilizadas, facilitando as interações com esse cliente.

Como uma consequência positiva, as taxas de conversão passam a subir, com uma qualificação de leads mais eficiente e um time de vendas cada vez mais bem-sucedido em converter os clientes entram na sua loja. No fim das contas, esses fatores acontecem por um simples motivo: o seu negócio adotou uma linguagem compatível com o cliente que você busca.

Assim, você canaliza os recursos de maneira estratégica, priorizando plataformas de publicidade, elaborando conteúdos interessantes e estabelecendo contatos que satisfaçam a expectativa do seu consumidor.

Os fatores que influenciam essa análise

Conheça os principais critérios utilizados na formulação desse estudo!

Econômico

Conhecer o nível de renda mensal do seu cliente é fundamental para adequar os produtos e serviços, principalmente quando você busca um público específico, como por exemplo, na estruturação de uma revendedora de veículos premium.

Acadêmico

Normalmente, esse é um critério bastante ligado com questões pessoais, tal como as preferências do consumidor. Juntas, essas informações orientam a equipe no desenvolvimento de uma linguagem mais próxima e familiar do seu público, comunicando sofisticação e simplicidade conforme necessário.

Pessoal

Já aqui, temos os fatores mais particulares como: idade, sexo, gênero e profissão. A certo modo, essas características também trabalham a favor da comunicação, já que todas elas serão somadas para construir a interação perfeita com o cliente.

Outros

Por último, mas também importante, vale lembrar dos fatores sociais, psicológicos e comportamentais. Critérios sociais analisam a identidade do seu consumidor dentro de um grupo.

É assim que as montadoras desenvolvem suas campanhas, com veículos aventureiros, subindo colinas e sendo conduzidos por casais jovens e repletos de vida. Esse é um exemplo cirúrgico do estudo comportamental na publicidade, que também pode ser utilizado na sua loja.

Afinal de contas, cada veículo é um produto especial, que pode ser canalizado para um público específico, seja o estudante no início da vida patrimonial — que busca um hatch econômico — ou a pessoa que alcançou um cargo de diretoria e quer um sedan sóbrio e elegante.

Obviamente que esses exemplos não são regras sociais. As pessoas possuem um mar de preferências e comportamentos singulares, certo? Querendo ou não, todos podemos ser orientados a gostar de uma ideia por meio da publicidade.

Por fim, os fatores psicológicos e comportamentais tornam a estratégia ainda mais específica, agregando traços de personalidade no estudo do consumidor, identificando personas mais analíticas ou emocionais (que se preocupam com especificações técnicas e design, respectivamente).

Sendo assim, é fundamental observar o poder dessa ferramenta na situação atual do mercado. Com essas informações, você mergulha no consciente coletivo do seu público alvo, entendendo seus humores, preferências e atitudes. É a partir desse momento que você descobre o que, como e para quem falar.

Gostou deste artigo dedicado ao estudo de comportamento do consumidor? Então, aproveite para se atualizar em novos temas do mercado automotivo, assinando a nossa newsletter!

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0