HomeGestão empresarial

Como o planejamento tributário pode ajudar na saúde financeira de um negócio?

Como o planejamento tributário pode ajudar na saúde financeira de um negócio?

Tempo de Leitura: 3 minutos

A tributação no Brasil é um dos principais desafios para gestores. Seja pela alta carga tributária ou pela complexidade da legislação atual, as empresas enfrentam dificuldades para garantir a sua gestão eficiente. Por esse motivo, o planejamento tributário é uma atividade tão importante.

Esse é um aspecto que afeta a segurança financeira de um empreendimento, além de aumentar os riscos em caso de infrações.

Portanto, neste post, você vai conhecer:

  • Quais são as modalidades de planejamento tributário.
  • Como criar o seu planejamento de tributos.

Vamos lá?

Quais são as modalidades de planejamento tributário?

Como o planejamento tributário pode ser diferente — de acordo com cada nível hierárquico dentro da organização —, é preciso reconhecer o papel de cada área e as distinções das atividades desempenhadas, a fim de descobrir qual proposta se encaixa melhor.

A seguir, confira quais são os modelos de planejamento tributário existentes!

Estratégico

As figuras responsáveis por essa fase são os sócios e os diretores que se encontram no nível mais elevado da organização. O estabelecimento das metas de médio e longo prazos é uma das suas principais atividades — tendo em vista que influenciam o desempenho da empresa.

Com base nesse cenário, as principais atribuições desse grupo são:

  • decidir a localização do domicílio tributário;
  • propor o desenvolvimento de novos produtos e serviços que alteram a carga tributária; e
  • mudar a configuração da empresa para enquadrar nas regras de incentivo fiscal.

Tático

Esse nível também é conhecido como gerencial, e a sua principal responsabilidade é servir de elo entre a área estratégica e a área operacional. Essa equipe transforma os desejos dos diretores em metas que devem ser alcançadas pelo nível seguinte.

Por isso, as suas principais decisões envolvem:

  • a adequação ao regime tributário;
  • a busca por incentivos fiscais e isenções para reduzir o valor recolhido; e
  • a aquisição de ferramentas para automatizar a apuração dos resultados.

Operacional

Essa área se dedica a colocar em prática as decisões tomadas pelo nível estratégico, além de trabalhar para alcançar as metas determinadas pelo nível gerencial. A diversidade da equipe, em termos de formação e de experiência, é fundamental para o seu sucesso.

No cotidiano, a área lida com:

  • o pagamento de tributos;
  • a apuração dos resultados financeiros;
  • o lançamento de obrigações no sistema fiscal; e
  • a interação com as áreas de vendas e de suprimentos para a composição dos custos fiscais.

Como criar o seu planejamento tributário?

Antes de mais nada, é importante mencionar que muitas variáveis devem ser levadas em conta para que o planejamento dos tributos seja eficaz e produza resultados satisfatórios. Acompanhe o passo a passo, em seguida!

Saiba quais são os principais tributos

O planejamento tributário é um documento construído com o intuito de antecipar as obrigações fiscais de uma empresa. Com ele, é possível respeitar a legislação fiscal, enquadrar-se no regime mais vantajoso e prever os valores devidos.

No entanto, os tributos de uma empresa podem assumir diversas formas, tais como:

  • impostos sobre o lucro;
  • impostos sobre o faturamento;
  • impostos sobre a posse de veículo;
  • encargos sobre a folha de pagamento; e
  • impostos sobre a propriedade de imóveis.

Por isso, é muito importante conhecer esses custos e como eles se distribuem no decorrer no período contábil, certo?

Conheça o seu enquadramento tributário

Existem tributos que devem ser recolhidos de acordo com o ente federativo: a União, os estados e os municípios. Por essa razão, é relevante mencionar que a sua decisão de adotar diferentes enquadramentos vai interferir diretamente na capacidade financeira do negócio.

As formas de apuração disponibilizadas pelo Fisco são o Simples Nacional, o Lucro Presumido e Lucro Real. Portanto, faça uma análise cuidadosa para determinar qual é o regime mais adequado, considerando o porte e o volume de receitas do seu empreendimento.

Com um planejamento tributário eficiente, a empresa, como um todo, é beneficiada. Isso quer dizer que é possível considerar os tributos na composição do preço, na emissão dos documentos fiscais e para manter o seu negócio operando de forma legalizada.

E então, o post foi útil para você? Caso tenha ficado alguma dúvida, não deixe de compartilhar no campo de comentários logo abaixo. Será um prazer respondê-lo!

Maylan Moreno - Rede Cred Auto

Profissional de Marketing na Rede Cred Auto. Escrevo sobre consultas veiculares, de crédito e negativação de devedores. Dou dicas sobre otimização do financeiro de uma empresa, mercado de tecnologia e automotivo no geral.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0